Comentário semanal da Deputada Sónia Ramos, aos microfones da Rádio Campanário (c/som)

Revista de Imprensa Escrito por  25 Jul. 2022

Na revista de imprensa de hoje, dia 25 de julho, contámos com o comentário da Deputada do PSD, Sónia Ramos.

Foram abordados os temas: o debate do Estado da Nação, as declarações de Luís Montenegro sobre a carga fiscal em Portugal e a visita da Ministra da Saúde, Marta Temido, às obras de construção do Hospital Central do Alentejo.

Sobre o primeiro tema, a deputada social-democrata considerou que o "PSD tentámos debater o Estado da Nação, sendo que o Primeiro-Ministro, como sempre, não respondeu à esmagadora maioria das perguntas que lhe foram feitas" e acrescenta que "não foi um verdadeiro debate porque o Governo e, neste caso, o Primeiro-Ministro, vão à Assembleia para prestar contas do seu trabalho e daquilo que estão a fazer e da forma como tencionam resolver o problemas do país e, desse ponto de vista, não tivemos resposta".

Sobre os anúncios feitos, não só pelo Primeiro-Ministro mas também por outros governantes, durante o debate a deputada social-democrata não tem dúvidas de que "não passam exatamente de anúncios", sendo que um dos problemas do Governo é que "anuncia muita coisa e não concretiza nada". No entanto, sobre a medida de gratuitidade nas creches anunciada durante o debate e já hoje noticiada pela Rádio Campanário, Sónia Ramos afirma que a "medida é positiva", no entanto, o facto das creches privadas ficarem à margem do acordo estabelecido pelo Governo com o setor social e solidário deixa de fora outras crianças, pelo que no entender da deputada significa "que as creches não são gratuitas para todas as crianças".

Luís Montenegro, líder do PSD, disse recentemente, num comício da Festa do PSD/Madeira, que decorreu na Herdade do Chão da Lagoa, que "nunca se pagaram tantos impostos". Sobre estas declarações, e atendendo ao aumento da inflação, Sónia Ramos corrobora na íntegra das declarações do seu líder e afirma que "haveria muitas formas de empregar esse dinheiro ajudando as famílias". Questionada se, atualmente, o país fosse governado pelo Partido Social Democrata os portugueses estariam numa situação melhor a deputada respondeu que "sim, até pelo histórico do PSD na reabilitação do país. Ainda todos nos lembramos que Passos Coelho tirou o país da bancarrota e, portanto, foram exigidos muitos sacrifícios é certo, mas de facto, o PSD tem provado que consegue recuperar o país do ponto de vista económico e, portanto, com retorno social para as pessoas e para as empresas. Eu julgo que o PSD faz sempre melhor governação que o PS", reconhecendo que a direita vê nas pessoas e nas empresas o "motor da economia do país".

Sobre a saúde, nomeadamente sobre a visita da Ministra da Saúde, Marta Temido, às obras de construção do Hospital Central do Alentejo, a deputada considera que este investimento "é um projeto central para o nosso Alentejo e, em concreto, para o distrito de Évora" que irá ajudar a fixar médicos e adianta, ainda, que o PSD tem defendido uma escola de medicina, em Évora, projeto que está a ser trabalhado pela Universidade de Évora. Concretamente sobre as obras, as mesmas decorrem com algum atraso, sobretudo pelas características do subsolo, mas o que mais preocupa Sónia Ramos é tudo aquilo que está a montante e que, segundo Sónia Ramos, ainda não está a ser acautelado como o acesso ao hospital e todas as infraestruturas necessárias para o mesmo.

Sobre a falta de médicos no Alentejo, a deputada social-democrata considera que é um problema transversal a todo o interior do país. Para ultrapassar esta dificuldade, Sónia Ramos defende que, conjuntamente com as autarquias, se deveriam oferecer melhores condições como a oferta de um "pacote familiar que passe pelo acesso, por exemplo, às creches, aos equipamentos sociais e culturais". "Nós sabemos que se temos uma densidade menor do que o Litoral temos de ter uma capacidade adicional de fixar pessoas e de as atrair para o nosso território e isto, sobretudo, é uma atitude política que nós não temos observado por parte do Governo", acrescenta.

 

Veja também...

Histórico de Notícias

« Agosto 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31