Radio Campanario

Alentejo

Evora

Estudante da Universidade de Évora faz parte de equipa de investigação arqueológica e antropológica de Cacela Velha

Regional 23 Jun. 2022

A vila algarvia de Cacela Velha iniciou esta semana uma nova campanha de escavações arqueológicas para investigar a história dos habitantes naquele território, entre o período Islâmico e a formação do antigo reino do Algarve, divulgou a autarquia.

Os trabalhos do Campo Escola de Arqueologia vão ter lugar até 15 de julho nesta localidade da freguesia de Vila Nova de Cacela, no concelho de Vila Real de Santo António, no distrito de Faro, segundo comunicado da Câmara Municipal.

De acordo com a autarquia, na edição do corrente ano será dada continuidade à escavação do Bairro Almóada do Poço Antigo e da Necrópole Medieval da Ermida de Nossa Senhora dos Mártires de Cacela.

Por outro lado, está a ser preparada pelos serviços municipais uma nova área para se realizar uma “sondagem arqueológica", na Várzea Norte.

A investigação sobre acontecimentos que tiveram lugar nos séculos XII a XIV tem também como objetivo proporcionar a componente prática da investigação arqueológica e antropológica a estudantes universitários, lê-se na nota.

A equipa de arqueologia é “diversificada”, sendo composta por alunos de licenciatura e mestrado da Universidade do Algarve, da Simon Fraser University (Canadá), e também doutorandos destas instituições de ensino e da Universidade de Coimbra, contando ainda com a participação de um estudante da de Évora.

A Câmara de Vila Real de Santo António informa que os locais da escavação podem ser visitados pelo público a 11 de julho, das 9:00 às 12:00, por ocasião do dia aberto do Campo Arqueológico.

O Castelo de Cacela foi, segundo a autarquia, um “importante núcleo de vigilância e defesa do território e das navegações marítimas entre o oceano Atlântico e o mar Mediterrâneo”, desde o século X até à sua reconquista em 1240 pela Ordem Militar de Santiago da Espada, originando o início da formação do reino do Algarve.

No reinado de Dom Sancho II, de 1223 até 1248, aquele castelo tinha jurisdição administrativa e militar sobre um território coincidente com a atual área do Baixo Guadiana.

C/Lusa

Últimas notícias

Histórico de Notícias

« Julho 2022 »
Seg Ter Qua Qui Sex Sab Dom
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31